Orientando os pais no processo de adaptação escolar

Orientando os pais no processo de adaptação escolar

Volta às aulas se aproximando para muitas crianças e o Pitadinhas Maternas, traz um texto com reflexões acerca da ADAPTAÇÃO ESCOLAR, orientando os pais nesta mova fase:

Seja para os que têm filhos que estão indo para a escola pela primeira vez, bem como para aqueles que estão mudando as crianças de instituição de ensino.

O texto foi integralmente escrito por Cassia Bitelli Baeza de Almeida,  a convite do blog.

Cássia é coordenadora pedagógica, psicopedagoga e especialista em MBA- Gestão do Processo Pedagógico.

Orientando os pais no processo de adaptação escolar

Sabemos que a semana de adaptação é um momento muito importante para a relação das crianças com a escola, tanto as que estão indo para a escola pela primeira vez quanto as que estão mudando de escola ou de ciclo.

Esse período pode gerar stress nos pequenos alunos e suas famílias, e assim, é comum algumas crianças chorarem, afinal, um ambiente totalmente novo pode causar insegurança, desconforto e até mesmo rejeição.

Para a criança que está frequentando à escola pela primeira vez, é um momento muito especial.

A entrada em um ambiente diferente da família, com outros adultos que não os da família, novas crianças para socializar, situações diferentes boas e ruins, além dos estímulos para o desenvolvimento, trazem possibilidades incríveis de crescimento.

As famílias também ficam na expectativa para  ver como sua criança irá reagir diante ao contato com ao ambiente escolar, o que pode gerar mais ansiedade.

É fundamental que os responsáveis estejam seguros da decisão de colocar a criança na escola ou a decisão de mudá-la de escola, pois a confiança que os pais sentem nesse momento pode ser decisiva na reação da criança.

Afinal de contas, se os responsáveis pela segurança não estão certos de aquilo é o melhor para ele, como a criança estará?

E para isso é importante observar se a escolha da escola preenche os requisitos que a família definiu como importantes para a criança naquele momento, se tem os mesmos valores e princípios daquela família.

Se a proposta pedagógica vai de encontro com o esperado para o seu filho (filosofia, métodos, estratégias de ensino e projeto político pedagógico) e se a escola contribuirá para a educação da criança somando e agregando valor.

Mesmo quando há a necessidade de mudança de escola por algum motivo (financeiro, mudança de endereço, finalização de ciclo,…) a convicção dos responsáveis sobre a ação traz segurança ao estudante, o que com certeza fará com que a adaptação seja menos dolorosa.

Assim, os familiares devem evitar perguntas e conversas constantes sobre o início das aulas ou sobre a escola e os novos amigos, pois o questionamento em excesso pode gerar inquietude e até dúvida na criança.

Aproveitar a situação para reforçar as questões positivas como: a possibilidade de fazer novos amigos ou o fato da criança estar crescendo, etc…

Outro ponto importante é dar tempo à criança.

Cada ser é único, e assim, tem necessidades e tempos diferentes de adaptação.

Respeitar seus sentimentos e acolher é fundamental.

Calma e bom senso são fundamentais para não exigirmos da criança algo que ela não é capaz de retribuir.

A escola, por sua vez, deve estar preparada para a acolhida, não só aos alunos,  mas também aos seus familiares.

Na adaptação da primeira fase da educação infantil, quando muitos estão indo para a escola pela primeira vez, é importante que seja preparada uma adaptação gradual que pode ser feita com horários mais flexíveis ou com a presença de algum familiar na escola e até possibilitando que a criança permaneça com seus objetos pessoais, como chupeta, “paninho” ou brinquedo preferido.

Assim, ao longo desse período, a professora poderá ganhar a confiança, estabelecer vínculos com o aluno e os responsáveis e a transição ser mais tranquila e benéfica à todos.

De certa forma, é importante lembrar que as mudanças acontecem em nossas vidas o tempo todo e devemos levar nossos filhos a perceber que existem pontos negativos e positivos em todas elas.

Mas, mais ainda fortalecer que o ambiente escolar sempre trará possibilidades de mais pontos positivos do que negativos, pois aprender é sempre prazeroso.

Orientando os pais no processo de adaptação escolar

 

 

 

Compartilhe este texto com mais pessoas

Comentários via Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *