Os desafios de criar um filho na Geração Alpha

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. O post ficou maravilhoso, Bia! Li ele todinho sedenta por suas informações!
    E tomo a liberdade de acrescentar um desafio, que sinto diariamente com o meu filho Alpha (aliás, ele tem todas as características elencadas por ti): como eles são muito contestadores, fica sempre me perguntando qual é a medida da argumentação possível. Quero sim criar um cidadão com senso crítico, para isso, dou bastante espaço para o diálogo, para ouvir os seus argumentos. Por outro lado, ele é uma criança, que precisa de limites, pede por limites, testa esses limites. Até onde podemos ouvi-los? Quando é a hora dizer: “chega, quem manda aqui é a mamãe!”?

    • Eu acabei colocando a parte de contestação destas crianças como características da criança alpha e não explorei-a nos desafios. Ma sconcordo plenamente porque eles não aceitam o argumento sem antes esmiuçar ao máximo todos os porquês de tal. A autoridade nos tempos de alpha acaba sendo mais linear e menos hierárquica, já que conseguimos negociar algumas coisas com eles, mas temos com certeza que mostrar que mandamos e estamos em posição superior para não virar oba oba

  2. Louise disse:

    Muito bom texto, Bia! Super esclarecedor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *